• EmMarketing Digital

    O guia completo para aumentar seu tráfego orgânico no Facebook

    Se você já atua ou está começando a criar uma estratégia de marketing digital para o seu negócio, sabe que o primeiro passo para obter sucesso online é gerar tráfego (visitantes) para o seu site, blog e demais plataformas de atuação.

    As pessoas precisam encontrá-lo no mundo virtual. É dessa forma que você poderá conseguir novos contatos, gerar leads qualificados, converter vendas e engajar pessoas.

    Dentre os meios para fazer isto estão o tráfego pago (divulgações ou links patrocinados) e “a menina dos olhos” dos profissionais de marketing de conteúdo, o tráfego orgânico. O tráfego orgânico é aquele gerado através de estratégias e mecanismos de buscas e não possui custo direto pelas visualizações que recebe.

    Por isso, neste artigo vamos explicar detalhadamente como aumentar o seu tráfego orgânico em uma das principais plataformas da internet: o Facebook.

    As redes sociais e o Inbound Marketing para geração de tráfego orgânico no Facebook

    Primeiramente, se o seu objetivo é aumentar o tráfego orgânico, você precisa pensar em Inbound Marketing.

    Acredite! Sem uma estratégia bem definida de marketing de conteúdo conseguir aumentar tráfego será mais difícil do que tentar ganhar na mega-sena.

    As redes sociais são excelentes portas para atrair o seu público. Elas estão no topo da “cadeia digital”, são milhões de usuários únicos acessando estas plataformas, por diversos dispositivos, durante um tempo significativo da sua rotina diária de navegação.

    Sobretudo no gigante Facebook, a rede social que ganha com certa vantagem das demais plataformas do tipo. Para se ter uma ideia são mais de 1.28 bilhões de perfis ativos no mundo. Com todo este potencial de mercado o Facebook se tornou uma ferramenta essencial, nas estratégias de marketing digital.

    O-guia-completo-para-aumentar-seu-tráfego-orgânico-no-Facebook

    Logo, não é por acaso que um dos três pilares do inbound marketing no desenvolvimento das estratégias é justamente as mídias sociais (os outros dois pilares são SEO e conteúdo).

    Entretanto, apesar do potencial do social media, menos da metade das empresas se preocupa em desenvolver o planejamento e estratégias consistentes de atuação na rede. Muitas marcas têm uma visão simplista e acreditam que apenas marcar presença, ter um perfil no Facebook e um cronograma de postagens será o suficiente para atrair seu público-alvo.

    Mas, desmistificando um equívoco muito comum, ao contrário do que muitos pensam, gerar tráfico orgânico não é uma tarefa fácil e muito menos gratuita.

    Afinal, você precisará produzir conteúdo qualificado que demanda tempo e investimento adequados aos seus objetivos. Os esforços, no entanto, podem ser dimensionados ao orçamento que a sua empresa (pequena, média ou grande) tem disponível e obtém maior retorno a médio e longo prazo que o tráfego pago.

    Para ser efetivo você precisará pesquisar e considerar uma série de variáveis: quem é o seu público alvo? Quais são os seus interesses? Qual é o seu comportamento de navegação? E muitas outras questões.

    São estas informações que vão ajudá-lo a criar um “conteúdo imã” (qualificado), suficientemente magnético para atrair os potenciais clientes para sua marca, gerando mais tráfego orgânico e, consequentemente, a possibilidade de gerar leads.

    Desafios: as mudanças no Facebook e o declínio do alcance orgânico

    O alcance orgânico das empresas no Facebook despencou e está atingindo a todos.

    No último ano o Facebook passou por uma série de mudanças no seu algoritmo e nas suas políticas de posicionamento de notícias no feed. Além disso, a plataforma ampliou as ferramentas e opções do Facebook ads (divulgação paga) e passou a capitalizar as ações publicitárias em sua plataforma, limitando o espaço e alcance orgânico das empresas.

    Dessa forma, gerar tráfego orgânico para as marcas na plataforma está cada vez mais difícil. Hoje o alcance chega a apenas 6% da audiência, representando uma queda de 49% (dados da Ogilvy).

    Segundo o Facebook as medidas são inevitáveis e visam evitar a superlotação do feed dos usuários. O número de perfis continua aumentando e a participação das marcas competindo por um espaço na página dos usuários é cada vez mais efetiva e abrangente.

    A oferta de informações é imensa.

    Para se ter uma ideia são mais de 18 milhões de empresas com perfis na plataforma e há em média 1500 histórias (publicações) compartilhadas que poderiam ser visualizadas por um usuário (de acordo com seus interesses) a qualquer momento. O Facebook mostra cerca de 300 por user e é por um destes “lugares ao sol” no feed do seu público que você deve lutar.

    Assim, para o Facebook, o algoritmo precisava evoluir para este cenário. A empresa tem um grande trabalho para definir o que deve ser mostrado aos usuários. E, é o algoritmo que determina o conteúdo que será visualizado por cada usuário, além das informações que ele pode gostar e se engajar.

    O-guia-completo-para-aumentar-seu-tráfego-orgânico-no-Facebook

    Entretanto, como acontece com o Google, ninguém sabe exatamente como o algoritmo do Facebook determina o que é relevante para os seus usuários. Mas, mesmo com as mudanças, ainda há alguns elementos conhecidos que fazem parte do processo e podem ajudá-lo a aumentar o seu tráfego.

    Vamos falar deles fatores a seguir:

    Como o Facebook determina o que aparece no feed dos usuários?

    Entre os fatores conhecidos que o algoritmo do Facebook considera ao determinar o que cada usuário irá visualizar no perfil, estão:

    1 – Que tipo de post o usuário mais interage.
    Por exemplo: texto versus foto, foto versus vídeo e assim por diante.

    2 – Conteúdo indesejado.
    Spam e conteúdos que o usuário esconde no seu feed (opção “hide”).

    3 – Como o usuário interage com o Facebook ads (as divulgações e links pagos).

    4 – Em que dispositivo o usuário navega e qual a velocidade da sua conexão.

    Além disso, o sistema de ranking original do Facebook, “os três pilares de EdgeRank” ainda permanece como parte do algoritmo atual que determina a visualização do feed:

    Afinidade

    Este pilar é um indicativo da relação com o usuário. Quanto o usuário interage com a sua página?

    Peso

    Este pilar se refere ao tipo de conteúdo compartilhado. O Facebook prioriza conteúdos visuais: vídeos e fotos.

    Declínio (decadência)

    Este pilar se refere ao tempo da sua postagem. Quanto mais velho um post, menos provável é que ele apareça no feed de notícias.

    Também é muito claro que elementos do comportamento de navegação do usuário (user behavior) afetam imensamente a visibilidade de um post.

    Por exemplo, um usuário visualizará mais frequentemente as publicações da rede de amigos ou marcas que ele mais interage ou interagiu anteriormente (quanto mais recente a interação com um amigo “X” mais provável será visualizar os seus conteúdos).

    As interações anteriores do usuário com um determinado tipo de postagem (foto, imagem, tema ou outro) é outro fator levado em consideração. Se este usuário demonstra maior afinidade e engajamento com um dado formato de postagens será mais provável visualizar conteúdos com as mesmas características no seu feed.

    O-guia-completo-para-aumentar-seu-tráfego-orgânico-no-Facebook

    Ainda, as reações de um user em relação aos conteúdos visualizados são fatores que fazem parte do processo de seleção do que uma pessoa verá posteriormente no seu perfil. Exemplificando: quando um usuário tiver reações positivas, como “curtir” uma publicação, maior será a chance de receber conteúdos similares. Mas, se o feedback a uma postagem for negativo, menor vão ser as chances daquele tipo de postagem aparecer no feed daquele perfil.

    Aumentado o tráfego orgânico no Facebook em 10 dicas

    Apesar dos novos desafios há muitas formas de vencer as mudanças do Facebook. Você pode usar os elementos citados acima a seu favor e trabalhar algumas maneiras de continuar construindo e aumentando a sua audiência. A seguir listamos 10 dicas de como fazer isto:

    1. Poste conteúdo de qualidade
      Você já deve ter ouvido essa dica diversas vezes. E, por mais óbvio que pareça, a quantidade de conteúdo sem qualquer relevância que ainda é produzido e jogado na rede nos faz pensar que é sempre bom lembrar: produza conteúdo qualificado!

    Conteúdo relevante continua sendo a melhor maneira de gerar valor no Facebook, mesmo com as mudanças no algoritmo da plataforma.

    Páginas que publicam informações qualificadas: que agregam valor à vida das pessoas, ensinam, entretêm ou levam os usuários a alguma reflexão ainda são capazes de alcançar as pessoas no feed de notícias.

    1. Mas poste na medida certa!
      A frequência de postagens no perfil de uma marca não deve ser muito alta. Afinal, você pode acabar sobrecarregando seu público com informações e poluindo o feed dos usuários.

    Este tipo de comportamento costuma irritar as pessoas nas redes sociais e pior – provavelmente – você atrairá os temidos “haters”.

    1. E no tempo certo: faça postagens fora dos horários de pico
      A lógica é muito simples: fora dos horários de pico você terá menos concorrência. O fluxo de postagens será menor e o seu conteúdo terá mais chances de se destacar.

    Também vale avaliar em que horários o seu público alvo costuma acessar as suas publicações. Pode ser interessante fazer testes e estabelecer um cronograma de publicações baseado na rotina de navegação do seu público.

    1. Faça do Facebook Insights seu melhor amigo
      O Facebook Insights é a melhor ferramenta para acompanhar e avaliar os seus esforços, verificando o que está dando certo, que postagens o seu público mais aprecia e assim direcionar – e redirecionar – as suas ações na rede social.

    A ferramenta também é uma fonte valiosa de dados sobre o seu público.

    1. Segmente o seu conteúdo usando o “Facebook organic post targeting”
      No Facebook é possível definir informações específicas e melhor entregar os seus conteúdos para uma audiência certa e segmentada. Você pode adequar quem vê as suas postagens de acordo com personas (avatares que representam consumidores ideais) definidas para o seu negócio.

    Nas configurações do perfil você deve habilitar a opção de “targeting” e definir os parâmetros de segmentação. A base é feita por dados demográficos (sexo, idade, educação, localização, linguagem…), mas há algumas outras opções.

    1. Links: faça do seu perfil um caminho para outros conteúdos!
      Inclua links para o seu website ou para páginas com conteúdos complementares a postagem. Quando os usuários são nutridos com informações que o ajudam a resolver os seus problemas de consumo, eles interagem mais com a marca. Assim, suas publicações podem ganhar mais espaço no feed destes potenciais clientes e gerar conversões.

    Além disso, a audiência do Facebook ama links. Os conteúdos com links só perdem para os vídeos na preferencia dos usuários.

    1. Aposte em conteúdos com grande apelo visual. Sobretudo, aposte em vídeos.
      Como já foi citado, fotos e vídeos são formatos que levam vantagem na plataforma. O Facebook prioriza estes formatos, por que são conteúdos com altos índices de afinidade e engajamento.

    Os vídeos têm os melhores resultados no Facebook.

    Além disso, a empresa está investindo cada vez mais em tecnologias para melhorar a visualização de vídeos na plataforma. Prova disto é o “autoplay”, ferramenta que busca atrair a atenção das pessoas e libera 3 segundos do vídeo enquanto o usuário passeia pela timeline no seu feed de notícias.

    1. Compartilhe material didático e intuitivo
      Infográficos e pictográficos são formatos que caíram no gosto das pessoas. Eles estão entre os tipos de conteúdo que ganham mais “curtidas” e compartilhamentos em diversas redes sociais, o Facebook incluso.

    São conteúdos autoexplicativos, que podem ser usados para divulgar informações valiosas, com design bastante atrativo.

    1. Faça perguntas nas suas postagens
      Na lista do “top 10 das postagens” de 2014, divulgada pelo Facebook, 20% eram de conteúdos que questionavam os usuários.

    Fazer perguntas ao seu público é uma tática que gera grande participação dos usuários e demostra valor e interesse pela opinião do público. O potencial consumidor gosta de ser ouvido e falar sobre as suas expectativas e dar sugestões.

    1. Tenha foco na construção de comunidades
      Eu sei que você pode estar pensando que comunidades eram ferramentas de uma rede social já extinta: o Orkut. No entanto, algumas regras da construção de comunidades também valem para o Facebook.

    Muitas empresas criam perfis, mas perdem a oportunidade de interagir de forma mais profunda com seu público. Gastar tempo criando atividades (concursos, enquetes…), dando feedbacks aos comentários e –realmente – ouvindo os seus seguidores fará com que eles tenham melhor percepção da marca e maior engajamento. Com o tempo você terá fidelizado pessoas a sua página que podem se tornar divulgadores naturais da empresa.

    Viu? Agora você está pronto para melhorar os seus resultados no Facebook.

    Veja também:

    O guia completo para aumentar seu tráfego orgânico no Facebook via Rock Content

    Postado por Meme Digital | Agência de Marketing Digital & Desenvolvimento Web Campinas/São Paulo.
    Fotos/Reprodução

  • EmMarketing Digital

    Meu anúncio não vende: 6 estratégias para virar o jogo no Google Ads

    Esse é um problema que pode acometer tanto quem começou a anunciar agora no Google Ads, quanto quem está há anos investindo na plataforma. Uma das dúvidas mais comuns que aparecem no meu canal do YouTube ou no meu Instagram é a seguinte: Adriano, o meu anúncio não vende! O que eu faço?

    Algumas situações que encontro:

    1. A taxa de cliques do anúncio é alta, mas não ele não vende.
    2. O anunciante investiu R$200 em campanhas no Google Ads, mas não gerou conversões.
    3. O anunciante investiu R$1000 em campanhas no Google Ads, está anunciando há uma semana, mas não fez uma única venda.

    E por aí vai. O que será que você está fazendo errado? Será que é o seu anúncio? Será mesmo que você não sabe configurar uma campanha corretamente?

    Para todos que me fazem essa pergunta e para todos aqueles que precisam resolver esse problema, esse artigo é para vocês. Respire fundo e venha descobrir o que pode estar minando as suas vendas no Google Ads.

    1. Não existe um erro absoluto no Google Ads

    Essa é a primeira coisa que você precisa entender sobre possíveis erros no Google Ads. Não existe um erro absoluto e geral que as pessoas cometem e que as impedem de vender no Google Ads.

    O anúncio que não vende pode ter inúmeras causas e também pode ser um processo natural de construção da sua inteligência de campanhas.

    E é por esse motivo que, muitas vezes, fica quase impossível olhar uma campanha por cima e dizer: você está cometendo esse erro. Ou você está fazendo tal coisa errada.

    É claro que, em alguns casos, é possível ver de longe alguma configuração mal executada na sua campanha. Pode ser que você esteja anunciando para uma palavra-chave que não tem nada a ver com o seu produto ou serviço, por exemplo.

    Mas se você é alguém que já estudou Google Ads, que já assistiu aos vídeos que disponibilizo no meu canal do YouTube e tem certeza de que está fazendo tudo minimamente certo, esse dificilmente será o seu caso.

    E se o problema não estiver no Google Ads?

    Depois de entender que não existe um erro absoluto que você pode estar cometendo no Google Ads, é hora de analisar ponto por ponto o que está dando errado.

    É hora de dar um passo para trás e se perguntar: e se o meu problema não for as campanhas no Google Ads, mas a minha estratégia de Marketing?

    O seu concorrente pode estar com uma oferta melhor. O seu mercado inteiro pode estar com uma oferta melhor. O seu produto pode ser o mais caro do mercado, por isso ele até gera cliques, mas o anúncio não vende. O seu possível cliente encontrou uma alternativa mais barata em outro anúncio, no do concorrente.

    anuncio-nao-vende-dicas-google-ads

    Entenda que existem outras variáveis que não são necessariamente sobre Google Ads que podem afetar a performance dos seus anúncios. Vamos aprofundar essa discussão para entendermos porque é que o seu anúncio não vende.

    2. O seu anúncio não vende porque ele não está direcionado para o fim do funil

    Primeiro questionamento: você tem certeza de que criou um anúncio para fim de funil?

    Se você não sabe o que a expressão “fim de funil” significa, vou simplificar as coisas: você criou um anúncio para pessoas que estão prontas para realizar uma compra?

    Esse é um erro comum em campanhas no Google Ads. Geralmente, o anunciante cria uma campanha por si mesmo, faz a configuração correta, usa as palavras-chaves certas e cria o anúncio perfeito.

    Mas ainda assim esse anúncio não vende.

    Pode ser que a sua palavra-chave seja relevante para o seu produto ou serviço, mas talvez ela não seja relevante para o momento de compra do usuário. Vou dar um exemplo prático para que essa informação fique mais clara.

    Identificando palavras-chave de fim de funil

    Imagine que uma pessoa esteja procurando no Google por uma câmera Canon T6i. Ela digita na barra de pesquisa a seguinte palavra-chave: canon t6i é bom.

    Se você acha que essa é uma palavra-chave correta para o momento de compra, é hora de rever a sua estratégia. Quem busca por termos como “é bom”, “como funciona” e similares não está necessariamente interessado em realizar uma compra. Esse usuário está apenas buscando informações sobre o produto, ele está no momento de consideração da compra.

    Se ele encontrar informações sobre a câmera que o convençam de que, sim, essa é uma câmera boa, o próximo passo que ele dará vai ser o de procurar por palavras-chave como canon t6i preço ou canon t6i onde comprar. Essas sim são palavras-chave para o fim do funil, para o momento de compra. Elas indicam, sem sombra de dúvidas, que o usuário está interessado na compra e apenas nela.

    Se você já identificou que está cometendo esse erro em suas campanhas, recomendo que você assista ao curso gratuito de palavras-chave. Nele, explico em detalhes o que falei aqui de forma resumida. É gratuito, então não tem desculpa para não assistir ao curso, aplicar o conhecimento e gerar mais resultados, ok?

    Enquanto o seu usuário não entender que precisa verdadeiramente de um produto ou serviço, enquanto ele não decidir comprar o produto ou serviço, ele não estará no momento de compra.

    Portanto, anuncie para as palavras-chave que demonstrem essa certeza e não naquelas que demonstram interesse.

    3. Você possui uma estratégia coerente de marketing?

    O Marketing é a ponte entre quem quer comprar e quem está vendendo. Não adianta aprender a criar anúncios, a definir palavra-chave, a definir orçamento e não ter uma estratégia de marketing que seja efetiva para te posicionar no mercado. Dessa forma, o seu anúncio não vende mesmo.

    É preciso ter uma avaliação correta do seu seu nicho para saber como se diferenciar.

    Ao decidir fazer uma compra, o consumidor não entra em contato apenas com o seu produto ou serviço. Ele entra em contato com os seus concorrentes também.

    Eu vejo muito empresário de e-commerce que acabou de entrar no mercado e me diz: pô, Adriano, o meu anúncio está aparecendo no Google, mas não vende.

    Mas se eu fizer uma pesquisa no Google pelo produto ou serviço dessa pessoa, eu descubro que o que ela tem a oferecer é o produto mais caro de todos, o frete é o mais caro de todos e o prazo de entrega é o mais demorado de todos.

    A pergunta muda de figura: por que alguém compraria de você? A sua estratégia de marketing, de negócio, está desalinhada.

    Estudo de caso: iFood

    Você provavelmente já ouviu falar no iFood, aplicativo que oferece delivery de restaurantes. Eu uso muito esse app e toda vez que entra um restaurante novo na lista, percebo que ele oferece um preço abaixo de todos os outros e com frete gratuito.

    Esse restaurante sabe que para competir com a clientela dos outros restaurantes, que já estão no iFood há tempos, ele precisa de uma estratégia.

    A pergunta é: por que eu compraria de você? Nunca vi a sua loja virtual. Nunca vi seu site, nunca ouvi falar sobre você. Por que eu vou deixar de comprar em uma loja de varejo conhecida, por exemplo, para comprar de você?

    Existem vários ramos, vários nichos, em que os novatos precisam entrar com uma estratégia de branding para que as pessoas conheçam a empresa, para que as pessoas confiem em você, e para que depois elas comprem.

    E está aí o exemplo do iFood que não me deixa mentir. Eu já confio no iFood. Pode ser que o restaurante novo não tenha nenhuma avaliação, e isso conta como um ponto negativo para o consumidor. Mas se o preço está mais barato do que os outros e o frete está gratuito, sabe o que eu penso? Vou experimentar.

    4. Você passa confiança aos seus usuários?

    Esse item também pega muito anunciante no pulo. E pode ser um dos principais motivos pelo qual o seu anúncio não vende. Você passa confiança para os seus futuros clientes?

    No item anterior, discutimos sobre as exigências básicas do seu mercado. Eu até usei o exemplo do iFood. Eu vejo uma lista com dez restaurantes no app, todos com 4,7, 4,8 estrelas, e a avaliação máxima é 5 estrelas. Restaurantes com ótimas avaliações. E aí eu vejo o seu estabelecimento, sobre o qual eu nunca ouvi falar, com o mesmo preço de restaurantes que eu já sei que atendem às minhas necessidades.

    Por que eu um usuário arriscaria fazer um pedido no seu restaurante? Ele definitivamente vai pedir no que é mais seguro. Por esse motivo, você precisa de uma estratégia boa de marketing, para sobressair aos concorrentes.

    Mas vamos imaginar que você, dono de um e-commerce, criou uma boa estratégia para driblar os seus concorrentes. Você oferece frete gratuito e 30% de desconto — você conseguiu criar uma estratégia tão boa, que até mesmo quem não é seu cliente pensa: vou dar um voto de crédito para essa empresa.

    anuncio-nao-vende-dicas-google-ads

    O seu anúncio seduz o usuário e ele dá um clique para saber mais sobre o seu produto ou serviço. Mas quando ele entra no seu site, ele se surpreende. E de maneira negativa.

    O site não passa o mínimo de confiança. Imagens com erro de tratamento, imagens esticadas, inúmeras cores diferentes, sobreposições de texto… o seu site parece estar pronto para o Carnaval.

    Um site desse naipe não passa confiança. E esse pode ser um dos grandes motivos pelos quais o seu anúncio não vende. Quando os clientes entram no ambiente online da sua empresa, eles não se sentem seguros.

    Avalie o seu site

    Analise o seu site. Veja se a sua comunicação visual passa o mínimo de coerência e segurança para o seu público. Se você não consegue avaliar de forma imparcial, talvez seja melhor pedir para outra pessoa. Conselho sério de quem se preocupa com você: não peça opinião de quem não tem coragem de olhar nos seus olhos e dizer que o seu site é amador.

    Eu lembro de uma aula ao vivo com alguns alunos do Máquina de Tráfego e Conversão, o meu treinamento em Google Ads, em que falei à um deles: posso dar a minha opinião sincera sobre o seu site? E foi isso o que eu disse:

    “Lembre-se de que o que eu estou falando é para o seu bem. O seu site parece amador. Eu nunca compraria com você. No Brasil, os usuário já possuem o pé atrás com transações online em sites profissionais porque muitas pessoas são vítimas de golpe pela internet. Imagina em sites amadores!”

    Analise seu site e veja se ele se enquadra na descrição acima. Se a resposta for positiva, é hora de reavaliá-lo.

    5. Faça uma análise dos seus concorrentes

    Esse ponto reforça os pontos anteriores. Você já olhou verdadeiramente os seus concorrentes?

    Não estou falando sobre o concorrente total, sobre a lista completa de concorrentes. Mas sim sobre aqueles que estão sempre brigando com você nos anúncios.

    Não sei se você sabe, mas você e os seus concorrentes estão a um clique do usuário.

    Vamos continuar com o exemplo da câmera Canon. Se um usuário com intenção de compra fizer uma busca no Google, você acha que ele vai comprar um equipamento tão caro clicando apenas no primeiro anúncio que surgir na sua frente?

    Acho que não.

    Ele vai clicar em um anúncio e analisar a oferta. Depois, vai clicar no próximo anúncio. E assim por diante. Nesse cenário, eu te pergunto: como está a sua oferta?

    Você pode estar pensando o seguinte: Adriano, você está me dizendo que só se eu tiver o melhor preço, com o frete mais rápido e com o frete gratuito é que o meu anúncio vai vender?

    Não é isso. Mas existem mercados e mercados. O usuário que quer um produto e zela pela qualidade não se importa em pagar um preço diferenciado.

    A pergunta que eu faço é: como as coisas funcionam no seu mercado? O cliente tem a opção de barganhar o preço? Algumas pessoas usam a estratégia de colocar o preço um pouquinho mais alto, mas o frete é gratuito. Isso ganha o cliente.

    O que você não pode é simplesmente ignorar o cenário total, como se o seu cliente não tivesse o poder de conhecer você e os outros com alguns cliques. Você está a um clique do outro concorrente. Então você precisa olhar para o mercado.

    Muitas pessoas me dizem: Adriano, não consigo vender. Eu falo: vamos usar o Google para visualizar a sua oferta. E, geralmente, eu encontro todos os concorrentes dessas pessoas fazendo ofertas melhores do que elas.

    Você não está dando motivos para o seu público comprar de você.

    6. Reforce a mensagem do seu anúncio

    O último ponto que eu quero levantar aqui é: o seu site reforça a mensagem pela qual você trouxe o usuário? Vou explicar.

    Às vezes você chama a atenção de um usuário por meio de um texto persuasivo no anúncio. Ele se interessa e decide clicar. Mas, quando ele faz isso, cai em um site com um conteúdo totalmente diferente daquele que ele viu no anúncio.

    Imagine o seguinte: você está em busca de um curso de Google Ads. Faz a busca no Google e vê um anúncio com a seguinte chamada: “Você quer aprender Google Ads? Clique aqui.”

    É exatamente o que você está procurando, então você clica.

    Mas quando você chega o site da empresa, tudo o que encontra são informações sobre o curso de Facebook Ads. Você provavelmente ficará frustrado. Afinal, não era isso o que estava procurando.

    anuncio-nao-vende-dicas-google-ads

    A situação que descrevi acima é bem comum entre sites que estão anunciando no Google. Tem muitas empresas que anunciam e levam o usuário para a página inicial e não para a página de produto. Pior: tem gente que ainda perde tempo levando o usuário para uma página de “boas-vindas ao nosso site”.

    Não cometa esse erro.

    Se o usuário clicou no anúncio sobre um produto específico, ele quer cair na página que dê mais detalhes sobre esse produto específico. Se ele entrar no seu site e, em cinco segundos, não entender se está no lugar certo, sabe o que vai acontecer?

    Ele vai fechar o seu site e clicar no próximo anúncio para ver se, dessa vez, ele encontra aquilo que está procurando.

    Quantas vezes eu já não vi sites que anunciam uma coisa e levam o usuário para uma página que não tem nada a ver com o anúncio? Ou que fale brevemente sobre o produto? O usuário quer informações detalhadas, foi por isso que ele escolheu você entre todos os outros. Não o decepcione.

    Conclusão

    Nesse artigo você descobriu quais são os principais erros de um anúncio que não vende no Google Ads. Ele até recebe cliques, mas não gera conversões.

    Não existe uma regra ou fórmula absoluta que explique essas anormalidades. Existem vários questionamentos e análises que devem ser feitas para que você possa descobrir, de fato, o que está acontecendo com o seu anúncio e porque a sua campanha não está dando resultados.

    Entre esses pontos, pode ser que:

    • O seu anúncio não esteja direcionado para o fim de funil;
    • Você não tenha uma estratégia coerente de marketing;
    • Você não passe confiança aos seus usuários;
    • Você não tenha analisado corretamente os seus concorrentes;
    • Você não esteja reforçando a mensagem do seu anúncio dentro do seu site.

    Ao longo do artigo, explico em mais detalhes os pontos acima. Mas o que precisa ficar claro é que não há um único erro absoluto. Às vezes, o anúncio está chamando atenção do público errado; às vezes a palavra-chave está errada; às vezes é a sua oferta que não é muito boa e precisa melhorar.

    Espero que todas as dicas que eu trouxe neste artigo façam com que você reavalie os principais pontos da sua oferta, do seu site e do jeito com que você se comunica. A partir daí, você terá insumo para fazer mudanças nas suas campanhas e começar a vender muito de uma vez por todas. Até a próxima!

    Escrito por Adriano Gianini

    Veja também:

    Meu anúncio não vende: 6 estratégias para virar o jogo no Google Ads via Adriano Gianini

    Postado por Meme Digital | Agência de Marketing Digital & Desenvolvimento Web Campinas/São Paulo.
    Fotos/Reprodução

  • EmMeme dicas

    10 Coisas pra Fazer Durante a Quarentena

    Com a pandemia do COVID-19 muita gente está de quarentena e distanciamento social, ou seja, fechados em casa dia e noite, noite e dia (e você que está lendo isso, se pode ficar em casa de boa: fique).

    Embora ainda estejamos no início da jornada, muita gente está começando a ficar entediada dentro de casa, mas calma aí! Nós separamos uma listinha com 10 coisas pra você fazer durante a quarentena! São coisinhas pra te distrair e te acalmar.

    1- Aprender/estudar um instrumento musical

    Dizem por aí que na época do Vivaldi as pessoas tocavam violino muito bem porque não tinha nada pra fazer. Apesar de ser uma dessas histórias engraçadonas e sem pé nem cabeça, isso pode servir de inspiração pra você voltar a estudar aquele violão abandonado lá no canto. Abre o CifrasClub, escolhe uma música, e mãos nas cordas!

    2- Pôr as finanças em ordem

    Suas finanças estão a Deus dará? Mês após mês você enfrenta o suspense de não saber como vão ser as contas, ou o quanto você vai ou pode gastar. Esse é um bom momento pra nos organizarmos financeiramente. Abre lá o Excel e monta uma planilha bem bonita, ou se você for das antigas, busca sua calculadora, um bloco de papel e caneta. E claro, têm vários apps e canais de YouTube dando dicas de como se organizar.

    3- Desenterrar jogos antigos

    Jogos de tabuleiro, de videogame, futebol de botão, damas, stop, bolinha de gude, dominó, e até aquele baralho esquecido no fundo da gaveta! Se você tiver companhia em casa na quarentena, reúna a galera e comece os campeonatos! E se você só puder jogar online, escolha o jogo mais daora que encontrar, monte uma sala, e convide seus amigos!

    4- Rabiscar, desenhar e pintar

    Bom pra passar o tempo e pra acalmar a mente. Lembra um tempo atrás quando os livros de colorir para adultos estavam em alta? Você que comprou o livro e pintou só duas folhas, pega ele lá e bora colorir mais páginas! E pra quem não tem o livro, bora desenhar, é uma boa oportunidade até pra quem quer aprender essa arte. Existem vários canais do YouTube ensinando as técnicas.

    5- Exercício em casa

    Não vamos descuidar dessa parte da saúde, hein! Mesmo pras pessoas que não têm o hábito de se exercitar, durante esse período de distanciamento social, fazer um pouco de ginástica é uma boa! Estamos passando o tempo todo dentro de casa, então temos que arranjar algum modo de nos movimentarmos.

    6- Atualizar a lista de filmes

    Sabe aquela sua lista de filmes com todas aquelas mil indicações que seus amigos te passaram? Acabaram as desculpas, chegou a hora de assistir. Confie nas sugestões que você recebeu, afinal de contas esses filmes estão na sua lista justamente porque você achou interessantes o suficiente. Se faltar ânimo, reveja os trailers!

    7- Meditar… Inspira, expira…

    Esse momento de pandemia e distanciamento social é uma prova de fogo para as pessoas que sofrem de transtornos como a ansiedade. E mesmo que você não faça parte desse grupo, a meditação pode te ajudar bastante a manter a mente sã. Se você ainda não é praticante, existem vários canais no YouTube que ensinam o passo a passo desde o nível iniciante.

    8- DIY – Antes tarde do que nunca

    Quantos vídeos de Do It Yourself você já assistiu e pensou “que demais, vou fazer isso” e ainda não fez? Boa oportunidade pra rever os seus vídeos preferidos e pôr a mão na massa! Que comecem os artesanatos e as experiencias diferentonas!

    9- Arrumação e faxina – No escape

    Como tá seu guarda-roupa? As gavetas, o armário? E aquela pilha de papel que você vem juntando desde 2004? Pronto, taí uma coisa bem útil pra você fazer. Bora organizar toda essa bagunça e dar aquela faxinada básica em casa! E não esqueça de abrir as janelas pra dar aquela ventilada.

    10- Ler os livros que você comprou mas nunca leu

    Sabe aqueles livros que você comprou mil anos atrás? Que você sempre diz que vai ler, mas nunca leu? Pois então, chegou a hora de cumprir o prometido e ler. Afinal de contas, se você tem esse livro, é porque em algum momento você achou a proposta interessante. Então pega lá seu marca-página e hey-ho-let’s-go!

    E aí, você tem alguma outra sugestão do que fazer durante a quarentena?

    Redação Meme Digital
    Fotos/reprodução

  • EmMeme dicas

    Em Fevereiro | 10 Rolês em São Paulo além do Carnaval

    É carnaval mas calma, ainda tem rolê pra todos os gostos. Se liga nessa lista de 10 rolês em São Paulo além do carnaval.

    1) Reginaldo 16 Toneladas | Música

    Músico do Funk Como Le Gusta, o trompetista Reginaldo 16 apresenta clássicos do jazz e groove, e ainda composições autorais. #JazzEmSp

    Quando? 11/02 às 21h30
    Quanto? R$35
    Onde? Bourbon Street Music Club (Rua dos Chanés 127, Moema)

    2) Leonardo Da Vinci | Exposição

    Sim, ainda está rolando a exposição! Pra você que vai ficar de boa no feriadão mas não vai cair na folia, essa é uma boa opção de rolê! “Em um espaço imersivo, totalmente inédito no Brasil, o visitante pode conhecer o legado de Da Vinci a partir de 18 áreas temáticas que oferecem uma experiência multi-sensorial divertida, educativa e esclarecedora, voltada para pessoas de todas as idades e interesses.”

    Quando? Até 01/03 (vai rolar normalmente durantes todos os dias de carnaval)
    Quanto? Os ingressos variam de R$17,50 a R$45
    Onde? MIS – Experience (Vladimir Herzog, 75 – Água Branca)

    3) Por Amor a Dominguinhos | Show

    Celebrando o aniversário em que Dominguinhos completaria 79 anos, os artistas Felipe Cordeiro, Mariana Aydar e Marcelo Jeneci homenageiam o inesquecível sanfoneiro cantando suas principais canções.

    Quando? 12/02 às 21h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$40 a R$80
    Onde? Casa Natura Musical (Rua Artur de Azevedo 2134, Pinheiros)

    4) A Volta do Que Não Foi | Stand up

    Esse espetáculo de Whindersson Nunes é o rolê ideal pra você que quer se divertir e dar boas risadas! Contando causos sobre sua vida pessoal em direção a profissional, Whindersson adiciona a quantidade ideal de humor nessas histórias.

    Quando? 14 a 16/02
    Quanto? Os ingressos variam de R$60 a R$120
    Onde? Teatro Shopping Frei Caneca (Rua Frei Caneca, 569 – 7° andar)

    5) La Dance | Dança

    O espetáculo de dança traz o pensamento de que, no mundo em que vivemos, nos mover é a única maneira de perceber as correntes que nos aprisionam. “Quando as nossas emoções precisam rasgar o espaço interior… dançamos…”

    Quando? 15/02 às 17h30
    Quanto? R$10
    Onde? Teatro Caritas (Rua Pedro Paulino dos Santos, 157, Jardim Três Marias)

    6) Circuito Periférico #3 | Festival

    3ª edição do festival! Vai rolar música, feira criativa, food trucks, oficinas, batalha de rima, grafittis criados na hora, e campeonato de skate. #RolêPerfeito

    Quando? 16/02 das 12h às 21h
    Quanto? 1 kg de alimento não perecível
    Onde? Praça da Toco (Rua Dona Matilde, 509, Vila Matilde)

    7) Chico Além da Alegria | Teatro

    Desde sua infância, a peça conta toda trajetória de Chico Xavier, considerado como um dos maiores mestres da espiritualidade.

    Quando? 16/02 às 19h
    Quanto? Ingressos a partir de R$25
    Onde? Teatro Liberdade (Rua São Joaquim, 129, Liberdade)

    8) A Música do Cinema | Música

    Boa oportunidade para os amantes do cinema! O espetáculo relembra os maiores clássicos das trilhas cinematográficas. Além do grupo musical, a atração ainda conta com cenas no telão, efeitos especiais e encenações de teatro de sombra.

    Quando? 25/02 às 19h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$40 a R$80
    Onde? Teatro Gazeta (Av. Paulista, 900)

    9) Concerto em Celebração ao Aniversário do Imperador do Japão | Música

    Em celebração ao imperador do Japão, a Orquestra Filarmônica Brasileira do Humanismo Ikeda (OFBHI) se apresenta com repertório especial. Além de Beethoven e Sibelius, o concerto apresenta peças tradicionais japonesas como “Kōjō no Tsuki” e “Sakura Sakura”.

    Quando? 28/02 às 19h30
    Quanto? De graça! (Ingressos limitados)
    Onde? Theatro Municipal de São Paulo (Praça Ramos de Azevedo, Centro)

    10) Carne Urbana | Dança

    O espetáculo de dança se apresenta tendo como propósito refletir sobre a fisicalidade dos corpos urbanos e as transformações do corpo.

    Quando? 28/02 às 20h, e 29/02 às 21h
    Quanto? De graça!
    Onde? Casa Natura Musical (Rua Prof. Alves Pedroso, 600, Cangaiba)

    Redação Meme Digital – Agência de Marketing Digital em Campinas
    fotos/reprodução | Fotografia da capa por @serjosoza

  • EmMeme dicas

    10 Coisas pra Fazer em Campinas em Dezembro

    Acabou o ano, moçada. Mas calma, ainda dá tempo de curtir! Se liga nessas 10 coisas pra fazer em Campinas em Dezembro e se divertir bastante nesse restinho de década!

    1. Glory (Duet) | Dança

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-glory-dança

    Criado por Renan Martins e Gasper Piano, com o Conservatório Artesis e de Singel Campus na Antuérpia (Bélgica), o espetáculo é uma nova versão estrelado por Renan Martins e Rafaela Sahyoun. A dança criada originalmente para 7 dançarinos se baseia na premissa da conexão como a razão do existir.

    Quando? 10/12 às 20h
    Quanto? De graça!
    Onde? Sesc Campinas – Sala de Múltiplo Uso 2

    2. Ciclo de Cinema do MIS | Cinema

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-mis-campinas

    Atenção pros filmes que vão rolar em dezembro no Museu de Imagem e Som (MIS)!

    10 de dezembro, 19h30
    O Incerto do Sim

    11 de dezembro, 16h
    Neil Young – Heart of Gold

    11 de dezembro, 19h30
    O Coringa do Cinema

    12 de dezembro, 16h
    The WhoLive at the Royal Albert Hall

    12 de dezembro, 19h30
    Pink Floyd Live At Pompeii

    13 de dezembro, 15h
    Acossado

    14 de dezembro, 16h
    Mais uma chance – Private Life

    14 de dezembro, 19h30
    A Vida de Galileu

    16 de dezembro, 19h30
    Sócrates

    17 de dezembro, 19h30
    “Tokyo!”

    18 de dezembro, 19h30
    Caro, Bernardo

    19 de dezembro, 19h
    Jóias da Princesa: Sílvia Brandalise

    20 de dezembro, 15h
    Contos de Natal – A Christmas Carol

    20 de dezembro, 19h30
    Festa

    21 de dezembro, 16h
    Anno Uno – O Nascimento da Democracia Italiana

    21 de dezembro, 19h30
    O Absolutismo – A Ascensão de Luis XIV – La prise de pouvoir par Louis XIV

    Quando? De 10 a 21/12
    Quanto? De graça!
    Onde? Museu da Imagem e do Som (Rua Regente Feijó, 859)

    3. Plantar Flores na Autopista | Dança

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-plantar-flores-na-autopista

    “O corpo é o nosso primeiro espaço de atuação, é um espaço político primordial.” Essa é a ideia na qual o espetáculo se baseia para buscar a delicadeza na vida crua dos dias atuais. A obra é estrelada por Lígia Tourinho e Marie Close.

    Quando? 11/12 às 20h
    Quanto? De graça!
    Onde? Sesc Campinas – Espaço Arena

    4. Ana Salvagni – 25 anos | Música

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-ana-salvagni

    Celebrando seus 25 anos de carreira, a cantora Ana Salvagni apresenta canções que marcaram sua tragetória até o momento.

    Quando? 12/12 às 20h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$9 a R$30
    Onde? Sesc Campinas – Teatro

    5. Emiliano Castro | Música

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-emiliano-castro

    Com seu violão de 7 cordas, Emiliano Castro apresenta o show e novo álbum “7 Caminos”. Num mix de Brasil, Espanha, América Latina e África, o show ainda conta com perticipações de dança flamenca.

    Quando? 13/12 às 20h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$12 a R$40
    Onde? Sesc Campinas – Teatro

    6. Alceu Valença | Música

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-alceu-valença

    Excelente oportunidade pra quem curte as clássicas! Alceu Valença se apresenta com banda e cantando suas mais famosas canções.

    Quando? 14/12 às 22h
    Quanto? Os ingressos variam de R$60 a R$180
    Onde? Campinas Hall – Rua Armando Strazzacappa, 130 – Fazenda Santa Cândida

    7. Mercado Místico | Evento

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-feira-mistica

    Palestras, vivências, consultas e exposições: Vai rolar muita coisa legal na 2ª Edição do Mercado Místico de Campinas!
    Além das mais variadas atividades, o evento ainda vai contar com apresentações de danças. E mais, no mesmo local vai estar rolando o Festival do Pastel. Bora?!

    Quando? 14 e 15/12, das 10h às 20h
    Quanto? De graça!
    Onde? Estação Cultura Campinas – Praça Marechal Floriano, Centro

    8. Hamlet Cancelado | Teatro

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-hamlet-cancelado

    Com Vinícius Piedade, a peça conta a história de um figurante que iria participar da maior montagem já realizada de “Hamlet”. Quando o espetáculo é cancelado, ele se frustra e decide montar sua própria versão da peça shakespeariana.

    Quando? 20/12 às 20h
    Quanto? Os ingressos variam de R$9 a R$30
    Onde? Sesc Campinas – Teatro

    9. Concerto Especial de Natal | Música

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-orquestra-campinas

    Rolê perfeito pra quem está querendo uma vibe bem natalina! A Orquestra Sinfônica de Campinas se apresenta na Concha Acústica da Lagoa com as mais clássicas canções de natal.

    Quando? 22/12 às 18h
    Quanto? De graça!
    Onde? Concha Acústica – Lagoa do Taquaral

    10. Capital Inicial | Música

    10-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Dezembro-capital-inicial

    Show do Capital Inicial no réveillon? Oh yeah! A banda se apresenta com clássicos da carreira, além de outras famosas canções do rock nacional e internacional.

    Quando? 31/12 às 20h
    Quanto? R$750
    Onde? Royal Palm Plaza – Av. Royal Palm Plaza, 277 – Jd. Nova Califórnia

    Redação Meme Digital – Agência de Marketing Digital em Campinas
    fotos/reprodução | Fotografia da capa por Drone_LY

  • EmMarketing Digital

    As 5 verdades da temporada Black Friday

    Artigo escrito por José Melchert e Vicente Carrari (Google Brasil)

    Desde que chegou ao Brasil, há quase dez anos, a Black Friday ficou mais complexa. Ela não é mais apenas uma briga de preço e de produto em um só dia: outros fatores entraram em jogo. A jornada do consumidor ficou mais diversa, com mais pontos de contato; as marcas estão com objetivos de negócio que vão além do aumento de vendas na data; e a tecnologia ganhou um papel mais central do que nunca na relação entre pessoas e empresas.

    Escrevemos este artigo tendo em vista não apenas essas mudanças, mas também analisando dados do Google e de pesquisas, que geraram um insight crucial: cada empresa segue uma verdade na Black Friday.

    Nosso objetivo é apresentar nossas cinco verdades sobre a temporada Black Friday e auxiliar todo profissional de marketing e vendas a fazer um planejamento eficiente para alcançar os melhores resultados, sejam eles:

    • Vender mais
    • Ser multicanal
    • Aumentar e engajar a base de App
    • Expandir Sortimento e Serviços
    • Construir Marca e conquistar clientes
    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-1-1


    Verdade #1: a Black Friday é o momento de vender mais


    A Black Friday é o momento ideal do ano para se fazer volume e vender mais do que nunca. Os dados comprovam isso, seja o número de internautas que já compraram na data anteriormente, seja daqueles que pretendem comprar em 2019. Nossa pesquisa mostrou que quase todos os internautas já compraram na Black Friday, e este ano praticamente todos pretendem comprar.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-2

    Mas o ponto mais importante aqui é entender o que os consumidores já entendem: a Black Friday não é apenas um dia, mas uma onda. Compradores esperam uma semana de Black Friday, um mês de Black Friday. E também estamos falando do pós-data, que pode ser outro dia forte de vendas.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-3

    Mas nem todo mundo se prepara para isso. É fundamental que você consiga brigar na hora certa: não aposte tudo em um só dia. Divida as suas ofertas e posicione cada uma no seu momento ideal. Crie uma estratégia para estar presente de forma consistente nos momentos mais importantes dessa jornada de compras.

    Verdade #2: a Black Friday é o momento de ser multicanal

    O crescimento da Black Friday nas lojas físicas era um fenômeno que já vinha sendo notado nos últimos anos. Mas a pesquisa de intenção feita este ano pela Provokers surpreendeu em dois pontos. O primeiro é que, em 2019, o número de compradores em lojas físicas deve se igualar ao de e-shoppers.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-4

    A segunda surpresa foi o crescimento do consumidor omnichannel. Pouco interessa onde ele quer comprar. A história da divisão das compras por formato tem muito mais a ver com uma questão organizacional e cultural das empresas do que com o consumidor. Para ele, o que importa é praticidade e rapidez. A pessoa vai comprar onde e quando for mais conveniente.

    É por isso que a retirada em loja vem crescendo tanto, e é por isso que os aplicativos de entrega fazem tanto sucesso.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-5

    A lição aqui é: se sua marca tem um ponto físico, use isso a seu favor. Pense no upsell. Pense na experiência do consumidor quando for à loja. E se você não tem uma, talvez seja o caso de usar a data para algo diferente: criar uma pop-up store, por exemplo. Abra um quiosque em um shopping, ou faça uma parceria com um grande varejista. Os exemplos já existem: Ri Happy se unindo ao Extra, Carrefour em parceria com Magazine Luiza.

    Verdade #3: a Black Friday é o momento do app

    O celular hoje é quase um órgão do nosso corpo. Quando escolhemos instalar um app, é porque temos uma relação forte com essa marca, ou porque ela nos presta um grande serviço. Os números só comprovam o valor que os aplicativos têm para quem compra via mobile. E é por isso que todas as marcas, e não só as de varejo, querem na verdade ser um superapp.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-6

    Mas será que você está preparado para oferecer algo no seu app além de um desconto e frete grátis? Você sabe tratar o cliente do seu aplicativo como sendo o mais valioso de todos? Como você vai dar continuidade a esse relacionamento, e se manter relevante para essa pessoa?

    Nós do Google temos várias soluções interessantes não só em termos de download, mas também para aumentar o engajamento via aplicativo. Mas você precisa pensar bem no conteúdo que vai oferecer, com uma proposta de valor que seja interessante para as pessoas.

    Verdade #4: a Black Friday é o momento de expandir Sortimento / Produtos e serviços?

    Quando a Black Friday chegou ao Brasil, há alguns anos, apenas três categorias se destacavam: smartphones, eletroeletrônicos e moda e beleza. Hoje temos de tudo, de automóvel a diárias em motéis, de serviços financeiros a viagens.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-7

    As pessoas também não consideram mais o preço o atributo principal de uma compra na Black Friday. Os benefícios oferecidos pelas marcas e varejistas contam muitos pontos.

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-8

    Em um cenário tão competitivo, além de oferecer novos produtos ou descontos é hora de trazer novos serviços e fazer parcerias com marcas que tenham sortimentos diferentes do seu. Quem sabe um produto complementar? Que tal oferecer um celular com um plano de uso e mais um desconto em um meio de pagamento específico? Oferecendo cashback, talvez?

    Verdade #5: a Black Friday é o momento de conquistar clientes

    Quando nós conversamos com nossos clientes, uma coisa impressiona: as metas agressivas de dez entre dez marcas para conseguir novos clientes. Mas se coloquem no lugar do consumidor, que todos nós somos (mesmo que muitas vezes nos esqueçamos disso). De quem você compra? O que leva você a experimentar uma marca ou loja diferente?

    5-verdades-da-temporada-Black-Friday-marketing-digital-campinas-9

    A construção do interesse não acontece na hora da compra: ela ocorre bem antes, na fase da consideração. Conseguir despertar esse interesse e engajamento é chave para a sua marca. E você não vai conseguir fazer isso só trabalhando com descontos na Black Friday.

    Para construir uma marca forte, é preciso fazer o que ainda não foi feito, baseado no atributo que o diferencia. Essa construção não acontece só na data: ela ocorre na temporada inteira. O consumidor fornece o tempo todo sinais de intenção, então é fundamental criar a conexão com ele antes do evento para saber do que ele gosta, o que procura e o que achou do seu anúncio.

    O mundo do consumidor e das marcas muda com cada vez mais rapidez, e esse novo cenário tornou a Black Friday mais complexa. Fazer as mesmas coisas não vai trazer os resultados que você sempre esperava. É hora de arriscar, inovar e criar novas verdades para sua marca.

    As 5 verdades da temporada Black Friday via Think With Google

    Postador por Meme Digital – Agência Digital em Campinas

  • EmMeme dicas

    5 Dicas valiosas para quem quer deixar a procrastinação de lado

    Há quase três anos eu comprei um computador novo. Quando transferi todos os arquivos do computador antigo para o novato, criei uma pastinha no desktop chamada “COMPUTADOR VELHO PFVR ARRUME”, assim mesmo, com tudo em caixa alta, para que eu organizasse meus documentos decentemente e sem demora. A pasta continua lá.

    Tudo bem que eu passo semanas sem ligar meu computador em casa, mas não posso dizer que não tive tempo de organizar os documentos. Admito aqui que isso acontece por um simples motivo: eu sou uma procrastinadora, arrumo desculpas para não precisar fazer algumas coisas e, no fundo, isso me incomoda.

    Uma publicação recente do The Wall Street Journal me deixou quase disposta a chegar em casa hoje e resolver esse problema. Ou a ligar para o consultório médico de uma vez e marcar aquela consulta que já está com uns dois meses de atraso. Por mais que eu saiba que sou procrastinadora, não significa que eu goste de procrastinar. Na verdade, eu odeio.

    A publicação em questão me fez perceber o óbvio: essa coisa de deixar algumas tarefas para depois deve ter alguma explicação psicológica e, uma vez que exista a explicação, fica mais fácil descobrirmos como resolver o problema. Três experts no assunto, Timothy Pychyl, Piers Steel e Alexander Rozental, reuniram cinco passos fundamentais para quem quer deixar de empurrar as coisas com a barriga. Se você é do tipo que também quer resolver alguma coisa de vez, confira as dicas abaixo:

    1 – Seja específico

    deixar a procrastinação de lado - daria

    Tudo bem, você tem um grande plano e ele não dá certo. O ideal a fazer aqui é desmembrar esse objetivo em pequenas metas específicas e detalhadas. Em vez de dizer que amanhã você vai fazer determinada atividade, especifique como será, onde será, quanto tempo vai levar e em que horário acontecerá.

    2 – Faça de uma vez

    deixar a procrastinação de lado - amy

    Em vez de listar tudo o que precisa ser feito e esperar ter uma relação completa de tarefas antes de começar a fazer alguma coisa, simplesmente faça o que vier primeiro à sua mente na medida em que vai se lembrando de cada coisa.

    3 – Mude de ponto de vista

    deixar a procrastinação de lado - tentando alcançar

    Olhar situações por outras perspectivas é sempre um bom exercício. No que diz respeito à procrastinação, tente reclamar menos do que precisa ser feito e se apegar ao fato de que, no futuro, você vai agradecer a si mesmo pela iniciativa que tomou agora.

    4 – Encontre um jeito de sabotar a procrastinação

    deixar a procrastinação de lado - homer simpson com ele mesmo

    Se você é do tipo que, enquanto está fazendo uma pesquisa importante na internet, aproveita para deixar uma aba com aquele seu site favorito de jogos, mesmo sabendo que jogar, naquele momento, só vai atrapalhar todo o seu processo, experimente não deixar suas senhas salvas no site do jogo – acredite ou não, mas o “trabalho” de ter que digitar nome de usuário e senha pode fazer você desistir de jogar e, consequentemente, priorizar o que é mais importante.

    5 – Estipule uma recompensa

    deixar a procrastinação de lado - chuva de dinheiro no gato

    Da mesma forma que o cachorrinho aprende a fazer xixi no jornal depois de ganhar petisco sempre que acerta o alvo, você pode estipular uma recompensa para quando conseguir fazer algo que vinha adiando há muito tempo. Lógico que não estamos dizendo que pessoas são iguais a cachorros, mas a questão do “prêmio” funciona de maneira parecida em ambos os casos. Não custa tentar.

    Por que deixar de procrastinar?

    Ainda que todos sejam procrastinadores, em maiores ou menores níveis, é preciso entender que há questões emocionais por trás desse eterno adiamento das coisas, especialmente em procrastinadores crônicos. Quando a coisa vai além de uma pasta de computador ou de uma consulta médica, por exemplo, relações interpessoais, amorosas e profissionais podem ser prejudicadas.

    Uma das pessoas que estudam esse aspecto crônico e mais perigoso da procrastinação é a psicóloga inglesa Dra. Fuschia Sirois. Ainda não se sabe muito a respeito dos efeitos físicos sentidos por quem procrastina demais, mas já se sabe que os cardíacos e hipertensos são menos propensos a procurar maneiras de entender por que deixam tudo para depois, afinal, isso às vezes significa reavaliar informações pessoais delicadas. Em vez de buscar resolver os problemas, essas pessoas tendem a dar desculpas.

    Para os pesquisadores do assunto, o grande problema dos procrastinadores é que, diferente das demais pessoas, eles nem sempre conseguem enxergar aquilo que precisam fazer agora como algo que vai trazer benefícios no futuro e, de fato, se não vemos como algo poderá ser útil um dia, podemos perder o interesse nesse assunto.

    Vale sempre lembrar que já é comprovado que procrastinadores são pessoas mais ansiosas, mais depressivas e que reportam sensações de mal-estar com mais frequência. Se você acha que o seu caso é mais grave e não pode ser resolvido com as dicas acima, a recomendação é a de procurar ajuda psicológica. Autoconhecimento não faz mal a ninguém nem é qualquer demérito, hein!

    P.S: Terminei este texto e, antes mesmo de revisá-lo, marquei a consulta médica que estava adiando. Penso seriamente em encarar a pasta do computador quando voltar para casa.

    5 Dicas valiosas para quem quer deixar a procrastinação de lado via Mega Curioso

    Postador por Meme Digital – Agência de Marketing Digital em Campinas / São Paulo

  • EmMeme dicas

    10 Coisas pra fazer em Campinas em Fevereiro

    Procurando alguma coisa pra fazer em Campinas? Então se liga nessa lista de rolês que vão te tirar do tédio em fevereiro!

    1. Ciclos de Cinema do Mis | Cinema

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro---ninotchka

    O mês de fevereiro vem com tudo! O MIS (Museu da Imagem e do Som) preparou uma programação bem variada para começar bem o ano!

    Ciclo “Novo Cinema Brasileiro”

    • 01/02, às 20h- ARÁBIA
    • 02/02, às 20h – BENZINHO
    • 08/02, às 20h – AOS TEUS OLHOS
    • 09/02, às 20h – FERRUGEM
    • 15/02, às 20h – AS BOAS MANEIRAS
    • 16/02, às 20h – O ANIMAL CORDIAL
    • 22/02, às 19h30 – EX-PAJÉ
    • 23/02, às 19h30 – O PROCESSO

    Ciclo “Sessão da Tarde Especial – Cinema Latino-Americano”

    • 05/02, às 14h – UMA NOITE DE 12 ANOS
    • 12/02 às 14h – MUSEU
    • 19/02 às 14h – NERUDA
    • 26/02 às 14h – AS HERDEIRAS

    Ciclo “Clássicos no MIS”

    • 04/02, às 20h – O MÁGICO DE OZ
    • 06/02, às 20h – NINOTCHKA
    • 18/02, às 19h30 – TUDO O QUE O CÉU PERMITE
    • 20/02, às 19h30 – INTRIGA INTERNACIONAL
    • 25/02, às 19h30 – QUANTO MAIS QUENTE MELHOR
    • 27/02, às 19h30 – ATIREM NO PIANISTA

    Quando? De 1 a 28 de fevereiro
    Quanto? Todas os filmes de graça!
    Onde? No Mis (Rua Regente Feijó, 859 – Centro)

    2. Brain Damage – Tributo ao Pink Floyd | Música

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro---Tributo-ao-Pink-Floyd

    Acompanhada por projeção de filmagenens em telão, a banda formada por músicos veteranos homenageia os grandes sucessos do Pink Floyd.

    Quando? 07/02, às 21h
    Quanto? Os ingressos variam de R$45 a R$90
    Onde? Teatro Iguatemi Campinas

    3. Improvável | Teatro

    Coisas pra fazer em Campinas em Fevereiro cia-barbixas-de-humor

    Com 10 anos de estrada, a Cia. Barbixas de Humor volta à Campinas com seu famoso espetáculo humorístico “Improvável”.

    Quando? De 8 a 10 de fevereiro
    Quanto? Ingressos a partir de R$35
    Onde? Teatro Iguatemi Campinas

    4. Raul De Souza Duo | Música

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro-raul-de-souza

    O dueto formado por Raul de Souza (trombone) e Fábio Torres (piano) apresenta composições próprias além de famosas peças de Vinícius de Moraes, Tom Jobim, Cole Porter e Djavan.

    Quando? 14/02, às 20h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17
    Onde? No teatro do Sesc

    5. Pousada Refúgio | Teatro

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro-pousada-refugio

    Na peça, dois casais comemoram em um jantar a compra conjunta de uma pousada. Durante a noite, detalhes sobre o negócio vão surgindo e trazendo à tona conflitos e revelações.

    Quando? 15/02, às 20h
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17
    Onde? No teatro do Sesc

    6. Com Amor, Van Gogh | Cinema

    com-amor-van-gogh-Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro

    O filme conta a história de Armand Roulin, um homem que busca descobrir mais sobre Van Gogh e se ele realmente cometeu suicídio.

    Quando? 19/02, às 19h30
    Quanto? De graça!
    Onde? No teatro do Sesc

    7. Dedo de Moça | Música

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro-Dedo-de-Moça

    O grupo formado por Ana Claudia (cavaquinho), Ana Elisa Colomar (violoncelo e flauta) Cintia Zanco (violino) e Rosana Bergamasco (violão 7 cordas) apresenta peças famosas do samba e do choro brasileiro.

    Quando? 21/01, às 20h30
    Quanto? De graça!
    Onde? Na área de convivência do Sesc

    8. Simplesmente Elis | Música

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro-justa-teatro

    Com a cantora Didi Gomes no palco acompanhada de grandes instrumentistas, o show relembra os principais sucessos da insuperável Elis Regina.

    Quando? 21/02, às 21h
    Quanto? Os ingressos variam de R$50 a R$100
    Onde? Teatro Iguatemi Campinas

    9. Justa | Teatro

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro-justa-teatro-(1)

    Essa alegoria apresenta a história de um oficial que, durante uma investigação de corrupção na política, se apaixona, o que acaba levando-o a se questionar se existe de fato alguém incorruptível.

    Quando? 22/02, às 20h
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17
    Onde? No teatro do Sesc

    10. Show Tributo a Tim Maia | Música

    Coisas-pra-fazer-em-Campinas-em-Fevereiro-tim-maia

    Outro grande espetáculo musical dos mesmo idealizadores de “Simplesmente Elis”. A performance central fica a cargo do cantor Djalma Sperandéo acompanhado pela fantástica Banda Soul.

    Quando? 28/02, às 21h
    Quanto? Os ingressos variam de R$50 a R$100
    Onde? Teatro Iguatemi Campinas

    Redação Meme Digital – Agência de Marketing Digital em Campinas
    fotos/reprodução

  • EmMeme dicas

    10 Coisas pra fazer em Campinas em Dezembro

    Separamos 10 coisas legais pra você fazer em Campinas durante todo mês de dezembro! Pra fechar o ano com tudo!

    1. Uma História para Elise | Teatro

    O espetáculo conta a história de uma investigação acerca do desaparecimento de Elise, artista da boate da Rua XII. A tragicomédia é a conclusão do módulo de estudo do Curso Livre de Artes Cênicas.

    Uma História para Elise teatro campinas

    Quando? Dia 07/12 às 20h
    Quanto? De graça! Você pode contribuir se quiser!
    Onde? Na Sala dos Toninhos, na Estação Cultural de Campinas

     

    2. Improvável – Cia. Barbixas | Humor

    Após mais de 10 anos de sucesso, a Cia. Barbixas de Humor chega a Campinas para um fim-de-semana com 4 apresentações do espetáculo “Improvável”.

    Improvável - Cia. Barbixas campinas

    Quando? Dias 07/12, 08/12 e 09/12
    Quanto? Os ingressos variam de R$35 a R$70
    Onde? No Teatro Iguatemi Campinas

    3. Orquestra Filarmônica de Violas | Música

    Com a participação do clarinetista Alexandre Ribeiro, a orquestra apresenta o repertório do seu álbum “Encontro das Águas”.

    Orquestra Filarmônica de Violas música campinas

    Quando? Dia 08/12 às 16h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17
    Onde? No Sesc, no Galpão Multiuso

    4. Bodas de Sangue | Teatro

    O teatro é baseado em um assassinato ocorrido em 1928, na Espanha. Texto de Federico Garcia Lorca, a peça escrita em 1932 se passa num ambiente cheio de falsa moral e frustrações com as normas sociais.

    Bodas de Sangue Teatro Campinas

    Quando? 09/12 às 19h
    Quanto? De graça!
    Onde? No Instituto CPFL

    5. A Procissão | Teatro

    A história acontece durante uma romaria que, com muita poesia e humor, vai contando a vida dos participantes desse trajeto de fé. A peça é estrelada por Gero Camilo.

    Teatro_A-procissao-campinas

    Quando? Dia 12/12 às 20h
    Quanto? De graça!
    Onde? No Sesc, no Espaço Arena

    6. 42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo | Cinema

    No mês de dezembro você vai poder apreciar um pouco do cinema internacional contemporâneo. Em Campinas serão exibidos os seguintes filmes:

    Guerra Fria [12/12]
    Meu Querido Filho [13/12]
    Pedro e Inês: O Amor Não Descansa [14/12]
    Utøya – 22 de Julho [18/12]
    Yomeddine [19/12]

    42ª Mostra Internacional de Cinema em São Paulo Campinas

    Quando? De 12 a 19 de dezembro, sempre às 19h30
    Quanto? Todos os filmes são de graça!
    Onde? Sempre no Teatro do Sesc Campinas

    7. Lenine em Trânsito | Música

    O show apresenta o repertório de seu novo álbum intitulado “Em Trânsito”. Esse que é o 13º álbum de Lenine foi indicado ao Grammy de Melhor Disco de Rock em Português.

    Lenine Em Trânsito Campinas

    Quando? Dia 13/12 às 20h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$9 a R$30
    Onde? No Sesc, no Galpão Multiuso

    8. Rubel | Música

    O cantor apresenta obras do seu segundo álbum “Casas”. A seguinte turnê já passou por várias cidades, incluindo Nova York e Lisboa.

    rubel - sesc campinas

    Quando? Dia 15/12 às 16h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$9 a R$30
    Onde? No Sesc, no Teatro

    9. Concerto Especial de Natal | Música

    A Orquestra Sinfônica de Campinas apresenta um repertório bem variado, incluindo obras famosas de Puccini, Verdi, Strauss, Bernstein e John Williams.

    orquestra-campinas-Concerto Especial de Natal

    Quando? 16/12 às 19h
    Quanto? De graça!
    Onde? Na Concha Acústica da Lagoa do Taquaral

    10. Antonio Nóbrega – Quinteto | Música

    Um show bem brasileiro e variado no qual o grupo interpreta baiões, choros, frevos, maracatus e cocos. O espetáculo tem uma pegada livre de diversão que convida o público a participar.

    Antonio Nóbrega - Quinteto musica campinas

    Quando? Dia 20/12 às 20h30
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17
    Onde? No Sesc, no Galpão Multiuso

     

    Redação Meme Digital – Agência de Marketing Digital em Campinas
    fotos/reprodução

  • EmMeme dicas

    10 Coisas legais pra você fazer em Campinas em Setembro

    Pra você que tá a fim de fazer alguma coisa legal em Campinas em setembro, nós separamos 10 rolês incríveis!
    Fica a dica!

     

    1. Hilda Hilst pede Contato | Filme + Livro

    Vai rolar no Sesc o novo filme da diretora Gabriela Greeb! O documentário Hilda Hilst pede Contato aborda as tentativas de se comunicas com os mortos feita pela poetisa.

    Hilda Hilst pede Contato | Filme + Livro | Campinas em Setembro

    Quando? 05/09, às 19h
    Onde? No teatro do Sesc Campinas
    Quanto? Grátis!

    2. O Autofalante | Teatro

    Espetáculo com Pedro Cardoso! Escrito por ele mesmo, conta a história de um homem que, ao ser abordado na rua por um estranho, é informado por esse estranho que eles são na verdade a mesma pessoa.

    O Autofalante | Teatro | Campinas em Setembro

    Quando? 08/09 às 21h30, e 09/09 às 19h
    Onde? No Teatro Iguatemi Campinas
    Quanto? Os ingressos variam de R$35 a R$70

    3. Turma do Pagode | Show

    O grupo se apresenta na “Festa da Senha | Dia de los Muertos” e traz clássicos da carreira, fazendo um apanhado geral dos melhores hits!

    Turma do Pagode | Show | Campinas em Setembro

    Quando? 14/09, a partir das 23h
    Onde? Prime Hall
    Quanto? Os ingressos variam de R$50 a R$90

    4. Made in China, com Rosana Pinheiro Machado | Filosofia

    Café Filosófico! Com a pauta Ocidente e Oriente em Diálogo, o Café Filosófico CPFL traz para o centro da discussão os conflitos entre a economia de mercado do mundo ocidental e elementos tradicionais da cultura chinesa.

    Made in China, com Rosana Pinheiro Machado | Filosofia | Campinas em Setembro

    Quando? 14/09, às 19h
    Onde? No Instituto CPFL
    Quanto? Grátis!

    5. Os Realistas | Teatro

    Os Realistas | Teatro | Campinas em Setembro

    Após anos de sucesso da peça “The Realistic Joneses” de Will Eno na Brodway, o texto ganhou uma versão brasileira graças à Debora Bloch. Essa comédia existencialista conta com a direção de Guilherme Weber e no elenco Debora Bloch, Emílio de Mello, Mariana Lima e Fernando Eiras.

    Quando? 14/09 às 21h, 15/09 às 21h30, e 16/09 às 19h
    Onde? No Teatro Iguatemi Campinas
    Quanto? Os ingressos variam de R$12,50 a R$25

    6. Concerto Carlos Gomes | Música

    No mês de falecimento do compositor Carlos Gomes, a Orquestra Sinfônica Municipal de Campinas apresenta algumas de suas composições mais famosas e aclamadas em um concerto especial.

    Concerto Carlos Gomes | Música | Campinas em Setembro

    Programa do concerto:

    Noite do Castelo: Abertura
    Joanna de Flandres: Abertura
    Joanna de Flandres: Intermezzo
    Se sa minga: Prelúdio
    Danças de “Lo schiavo”
    Lo Schiavo – Hino della libertá
    Lo Schiavo – Recitativo da aria – O ciel di Parahyba
    Colombo – Recitativo da aria – Vittoria! Vittoria
    Maria Tudor – Recitativo da aria – Ogni rumor di passi
    Lo Schiavo – Recitativo da aria – All’istante partir di qui vorrei… Quando nascesti tu
    Il Guarany – Recitativo da aria – Vanto io pur
    Lo Schiavo – Recitativo da aria – Sospettano di me..Sogni d’amor
    Salvator Rosa – Recitativo da aria – Il foglio io segneró…Di sposo di padre

    Quando? 22/09 às 20h, e 23/09 às 11h
    Onde? No Teatro Municipal José de Castro Mendes

    7. Trio Crarrapixo | Música

    Com Esdras Rodrígues (rabecas), Patrícia Gatti (cravo) e Roberto Peres (percussão), o trio apresenta obras de José Gramani! Sim, existe muito mais que aquela apostila de ritmos!

    Trio Crarrapixo | Música | Campinas em Setembro

    Quando? 27/09, às 20h30
    Onde? No Teatro do Sesc Campinas
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17

    8. Mata Teu Pai | Teatro

    Estrelado por Débora Lamm, a peça traz a personagem Medeia em meios a escombros da cidade enquanto questiona valores da atualidade.

    Mata Teu Pai | Teatro | Campinas em Setembro

    Quando? 28/09, às 20h
    Onde? No Teatro do Sesc Campinas
    Quanto? Os ingressos variam de R$5 a R$17

    9. Daniel | Jantar Show

    Chamado “Amores Seletivos”, a turnê do cantor apresenta canções com nova sonoridade e arranjos que enaltecem grandes sucessos da dupla João Paulo & Daniel. O repoertório do show também conta com músicas escolhidas por Daniel de acordo com sua memória afetiva. O jantar será servido pelo Buffet Casa Bellini.

    Daniel | Jantar Show | Campinas em Setembro

    Quando? 29/09, a partir das 19h
    Onde? Expo Dom Pedro
    Quanto? Os ingressos variam de R$159 a R$290

    10. Inimigos do Batente | Música

    O grupo com mais de 20 anos de estrada apresenta grandes clássicos do samba.

    Inimigos do Batente | Música | Campinas em Setembro

    Quando? 30/09, às 16h
    Onde? No Jardim do Galpão, no Sesc Campinas
    Quanto? Grátis!

     

     

    Redação Meme Digital – Agência de Marketing Digital em Campinas
    fotos/reprodução